terça-feira, 6 de Dezembro de 2011

ESBOÇO DE SERMÃO: DEUS CONCLUIRÁ O QUE INICIOU COM VOCÊ


Deus Concluirá o que Iniciou em Você


Introdução
1.       Você tem um projeto não concluído, aguardando você em casa? Algo que você vem trabalhando e tentando concluir, mas que, por algum motivo, ainda não conseguiu? Imagino que você tenha algum tipo de projeto pelo qual tem trabalhado. Isso faz parte da natureza humana, todos nos envolvemos em um ou mais projetos.

2.       Há pessoas que trabalham em um projeto por vez, e não partem para outro antes de concluir o que está sendo executado. Se você é assim, creio que os projetos não concluídos o incomodam até serem completados, certo?

3.       Deus é diferente. Ele executa muitos projetos de uma só vez, e você é mais um projeto dEle. Deus pretende concluir a obra que iniciou em você, provavelmente esteja apenas começando.

4.       Desejo partilhar três coisas a serem lembradas enquanto abordamos como Deus concluirá o que iniciou em pessoas como você.

I.          Lembre-se do amor de Deus por você
1.       Em Lucas 15:8 e 9, Jesus conta uma parábola que descreve o amor do pai. Pense no que esse amor significa em sua vida hoje.

2.       Deus nada poupa em Sua busca por você. Ele reuniu a maior equipe de buscas já formada para encontrá-lo. Enviou Seu Filho, Seu Espírito e Seus anjos para buscá-lo. Enquanto realizavam a busca, Seu povo orou por você.

Você nunca compreenderá plenamente quão profunda, abrangente e custosa foi a busca que Ele empreendeu. Você não lhe pertence hoje devido ao acaso ou por acidente. Você Lhe pertence porque Ele nunca desistiu dessa busca, até que o encontrou. Leia Rom. 8:32.

Lembre-se: Deus Se regozija em você, não devido às suas virtudes e bondades, mas porque o ama e valoriza pelo que você é.

II.        Lembre-se: Deus está operando em sua vida
1.     Você é uma obra em andamento. Você é um projeto no qual Deus está trabalhando, que não será concluído até a volta de Cristo. Se você não gosta de projetos que não são concluídos “imediatamente” poderá ter dificuldades para aceitar esta ideia. Mas as pessoas que não se importam com dois ou mais projetos em andamento têm facilidade para aceitá-la.

2.     Deixe-me dar-lhe a chave: Permitir que Deus transforme, que o molde e que o use, é algo muitas vezes doloroso, mas sempre é gratificante e recompensador. Olho para alguns membros de minha igreja e vejo o quanto Deus fez na vida deles. O que vejo hoje é o resultado do trabalho de Deus, mas as mudanças ocorrem porque os membros Lhe permitiram operar em sua vida.

3.     Deus concluirá o que iniciou em você, mas você deve lembrar que é Ele quem opera. Não é um projeto particular seu, e você não pode produzir aquilo que apenas Deus pode fazer. Somente Deus, mediante Seu Espírito Santo, pode produzir o amor, a alegria, a paz, a paciência, a bondade, a fidelidade, a mansidão e o domínio próprio (ver Gál. 5:22 e 23).

III.      Lembre-se: Deus não vê fracasso quando olha para você
1.       Nós gostamos de avaliar a pontuação numa determinada classificação, não é mesmo? É da natureza humana o hábito de fazer registros, analisar classificações, buscar um vencedor e um perdedor. Levamos isso para nossos relacionamentos com os semelhantes e com Deus.

a)       Avaliamo-nos com base em muitos fatores. Ao comparar-nos com os outros, somos tentados a considerar as posses mundanas e outros valores terrenos que achamos serem comuns entre nós e os outros. Pelo fato de usarmos esses critérios, será que Deus também os usa?

b)       A verdade é que aplicamos padrões irrealistas tanto para o nosso sucesso como para o nosso fracasso, mas também, de uma forma ou outra, achamos que Deus nos julga pelos mesmos critérios.

2.       Quando o Pai nos vê, não está interessado em nossos registros, ou em nossa lista de atividades ou em nossas posses. Ele busca nosso coração. Você consegue entender isso?

3.       O fracasso faz parte do processo de crescimento. A verdade é que não há realizações sem fracasso.

a)       Os discípulos fracassaram muitas vezes antes de visualizar o resultado de seu trabalho. Quantas vezes o apóstolo Paulo foi expulso de cidades, ao tentar pregar o evangelho? Quantas vezes ele foi espancado e preso? Mas o resultado do seu trabalho, com o auxílio do Espírito Santo, foi surpreendente.

b)       O que temos feito para alcançar o que planejamos? A verdade é que não podemos parar. Não podemos desistir. Devemos lembrar que mesmo o que aparenta derrota nos aproxima da vitória.

Conclusão
1.       Agora, dirijo-me diretamente à sua vida espiritual. Você precisa saber e crer que Deus ainda não concluiu Sua obra em você e que segue trabalhando para concluir o que iniciou. Por que não pôr de lado suas dúvidas, seus temores e tudo o que não vem de Deus?

2.       Permaneça na verdade, viva pela fé, creia e se entusiasme por aquilo que Deus está realizando e que seguirá fazendo por você. Lembre-se: Deus ainda não concluiu o trabalho em sua vida!

        

Extraído de Elder’s Digest, julho-setembro de 2006
Revista do Ancião  -  Abr-jun 2007 - Oferecido pelo depto de Comunicações da UCB

Luís Carlos Fonseca


Sem comentários:

Enviar um comentário