quarta-feira, 21 de junho de 2017

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 4 (III trimestre 2017) JUSTIFICAÇÃO SÓ PELA FÉ

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 4 (III trimestre 2017) JUSTIFICAÇÃO SÓ PELA FÉ

VERSO ÁUREO: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.” Gálatas 2:20

INTRODUÇÃO (sábado 15 de julho) - Em Romanos nos é dito: “visto que ninguém será justificado diante dele por obras da lei. Ver romanos 3:20. Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé, independentemente das obras da lei.” Rom.3:28. “Pois o que diz a Escritura? Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado para justiça.” Rom. 4:3, “e justificados, pois, mediante a fé”. Rom. 5:1. “Mas, ao que não trabalha, porém crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é atribuída como justiça” Ver Rom. 4:5.

Em Tiago é dito:“Verificais que uma pessoa é justificada por obras e não por fé somente.” Tiago 2:24), e …assim também a fé sem obras é morta” Tiago 2:26.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 3 (3º trimestre /2017) A UNIDADE DO EVANGELHO

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 3 (3º trimestre /2017) A UNIDADE DO EVANGELHO

VERSO ÁUREO: “Completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa.” Filipenses 2:2

INTRODUÇÃO (sábado 8 de julho) - O pensamento central da lição desta semana consiste em examinar o que causava separação entre os crentes do primeiro século; ex-judeus religiosos e ex-gentios, convertidos ao cristianismo, ver aquilo que pode estar nos separando uns dos outros hoje, decidir permanecer firmes nas doutrinas do Senhor Jesus, tolerando as diferenças culturais dos irmãos crentes e ajudando-os a vencer as suas fraquezas pessoais e espirituais.

terça-feira, 13 de junho de 2017

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 2 (3º trimestre/2017) A AUTORIDADE E O EVANGELHO DE PAULO

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 2 (3º trimestre/2017) A AUTORIDADE E O EVANGELHO DE PAULO

VERSO ÁUREO: “Porque, persuado eu agora a homens ou a Deus? ou procuro agradar a homens? Se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.” Gálatas 1:10

INTRODUÇÃO (sábado 1º de julho) – A lição desta semana tem como objetivos; compreender a maneira como o apóstolo Paulo definia e aceitava a autenticidade do seu chamado para o evangelho e apostolado, realçar a paixão que este servo de Deus sentia em defender a Palavra de Deus em meio a alguns erros e sermos levados a permanecer firmes nas verdades da Bíblia. Paulo aceitava a Bíblia como autoridade vinda de Deus.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 1 (III trimestre/2017) PAULO: APÓSTOLO DOS GENTIOS

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 1 (III trimestre/2017) PAULO: APÓSTOLO DOS GENTIOS

VERSO ÁUREO: “E, ouvindo estas coisas, apaziguaram-se, e glorificaram a Deus, dizendo: Na verdade até aos gentios deu Deus o arrependimento para a vida.” Atos 11:18

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE; O EVANGELHO EM GÁLATAS - As lições deste trimestre foram escritas por Carl Cosaert, que é doutor e professor da cadeira de Estudos Bíblicos na Universidade de Walla Walla, em College Place, em Wassington, EUA.  

Provavelmente a Carta de Gálatas foi a mais antiga que Paulo escreveu. Ela foi escrita um pouco depois do famoso Concílio de Jerusalém, conforme Atos 15. Dependendo de onde o livro de Gálatas foi enviado e em qual viagem missionária, Paulo iniciou as igrejas naquela área, o livro de Gálatas foi escrito em algum lugar entre 48 e 55 d.C. Os investigadores dizem que foi escrita no ano 49.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 13 (II trimestre de 2017) PRINCIPAIS TEMAS EM I e II PEDRO

COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 13 (II trimestre de 2017) PRINCIPAIS TEMAS EM I e II PEDRO

VERSO ÁUREO: “Levando ele mesmo em Seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados.” I Pedro 2:24

INTRODUÇÃO (sábado 17 de junho) - Chegamos na última lição do trimestre. A primeira carta de Pedro estava relacionada com a perseguição que os crentes enfrentavam e a segunda foi escrita para alertar e orientar os crentes sobre os falsos mestres que estavam inseridos no meio deles. Hoje não é diferente; pois, os filhos de Deus são constantemente perseguidos por seguirem a Cristo, e as falsas filosofias estão inseridas no mundo académico e religioso, de tal forma, que devemos ficar atentos para continuarmos do lado de Cristo e de Suas doutrinas.